segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

TRIBUTO A JOSÉ MENDES

Atendendo a vários pedidos, posto aqui a Letra da Canção "TRIBUTO A JOSÉ MENDES", com a qual ganhamos a Premiação de Música Mais Popular no Festival "Esmeralda Canta José Mendes", na cidade de Esmeralda.


TRIBUTO A JOSÉ MENDES (Ritmo: Chamarrita)     
Letra: NENITO SARTURI            Música: LEONARDO SARTURI 

Montei no “Picaço Velho”,
Deixei de “Conversa Fiada”,
E vim rever “Esmeralda”
Esta terra abençoada.
Aqui viveu José Mendes
Que nos legou suas cantigas,
Eu chego ouvindo a “Seriema”
E apertando mãos amigas.

Eu não cheguei de “Carancho”
Pois “Isto é Integração”...
Recordo do “Pago Santo”,
E “As Coisas do Meu Rincão”.
Já escuto a “Gaita Velha”
Ao cruzar uma canhada
E as moças me “Coringando”
Na Fazenda da Ramada.

“PÁRA PEDRO”, PEDRO PÁRA
- TÁ FORMADO O ESTROPÍCIO -
E O POVO CANTANDO EM CORO:
“NÃO APERTA APARÍCIO”!

Cantou “Lagoa Vermelha”,
Seu “Berço”, sua “Biografia”,
Divulgou pra o mundo inteiro
O “Rodeio de Vacaria.
Sua “Mensagem de Artista”
Deixou em forma de “Prece”
- Pelo canto do “Zé Mendes”
O Brasil nos reconhece!

É por isso que Esmeralda
Preserva toda essa “Herança”,
Revivendo o “Andarengo”
Em sua “Última Lembrança”.
O “Gaúcho Seresteiro”,
Que nossa infância embalou,
Mandou embora a “Tristeza”
E, em vida, se eternizou.

AOS AMIGOS CHICÃO GORSKI e PAULO RENATO CRISPIM

Após uma grande lacuna nas Postagens, fruto de viagens, festivais e shows pelo país afora, retorno ao convívio dos amigos (as).
Infelizmente, a tristeza tomou conta dos nossos corações com a partida prematura do grande Amigo CHICÃO GORSKI e, neste final de semana, outro grande Amigo, o Radialista e Representante Comercial PAULO RENATO CRISPIM.
Para mim, para minha família e para todos nós, perdas inestimáveis que nem o tempo será capaz de suprir.
Às famílias enlutadas, meu sentimento de profundo pesar e a certeza de que suas almas iluminadas estão fazendo o bem, como sempre fizeram, em outras dimensões. 

terça-feira, 8 de novembro de 2011

PATROCÍNIOS

Como eu havia anunciado, relaciono aqui as Empresas Santiaguenses que estão apoiando o Jantar-Baile de Posse da Nova Patronagem do CTG Coxilha de Ronda:

- SUPERMERCADOS BAZANA, através dos Amigos Adair, Rita e Juliano Bazana;
- CONSTRUVIDRO VIDROS TEMPERADOS, dos Amigos Tere e Ivan;
- MADEIREIRA DAMIAN, através dos Amigos Nino, Gideão e Ruben Damian;
- COMERCIAL ANO LUZ, do Amigo Vilson Ferreira e Família;
- DELTASUL, através do seu Gerente Local, Amigo Vilson;
- LOJAS POMPÉIA, através da Gerente Local, Amiga Ronise Linhares.

O Evento acontece no dia 25.11 (sexta-feira).

A todos eles, nosso Agradecimento Especial, eu meu nome e em nome do Grupo MANANCIAL.

Quem estiver interessado(a) em adquirir os Convites (R$ 15,00-Não Sócio e R$ 10,00 Sócio), pode contatar conosco pelo Telefone 55.9971.2726.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

MANAUS e BOA VISTA

Nesta quinta-feira, 10.11, embarcamos para Manaus(AM) e Boa Vista(RR), onde junto ao Grupo Manancial estarei fazendo dois Shows/Bailes, nos dias 12.11 e 19.11, respectivamente.
Voaremos pela TRIP Linhas Aéreas, com escalas em São Paulo, Belo Horizonte e Brasília.
Para esta "Cruzada", farei uso dos meus últimos 30 dias de Licença-Prêmio, direito conquistado após 25 anos de serviços prestados ao estado do Rio Grande do Sul, como Delegado de Polícia.
Mais do que cumprir uma Agenda Artística, estaremos abraçando amigos e abrindo fronteiras para a nossa cultura gaúcha.
Aliás, esta é a quinta vez em menos de oito anos que estou "subindo", junto aos músicos que me acompanham, para o norte do país.
De lá, espero poder atualizar este blog e contar um pouco da nossa trajetória aos amigos (as).
Forte abraço.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

CTG COXILHA DE RONDA

O Amigo NILDO MACHADO estará assumindo as rédeas do CTG Coxilha de Ronda. A posse será no dia 25.11.
Estou feliz e gratificado, pois juntamente com o Grupo Manancial, estarei animando o Jantar-Baile de Posse da Nova Patronagem.
Gracias ao Amigo Jaerson Martins, que intermediou a nossa Contratação.
Desde já os nossos agradecimentos às Empresas Santiaguenses que estão ajudando na complementação do nosso cachê. Quando tivermos a lista completa de tais Empresas, divulgarei aqui neste espaço.
Brevemente estaremos de posse dos CONVITES, os quais terão um Valor super acessível, graças à participação dessas Empresas.
Desde já convidamos aos Amigos e Amigas para que compareçam, prestigiando esses abnegados da Cultura e da Tradição Gaúcha.
Parabéns, NILDO MACHADO e Equipe!
Sucesso à frente desta Grande Entidade Tradicionalista, Orgulho de Santiago e da Região.
Contem sempre conosco!

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

DIA DO POETA

Hoje é o DIA DO POETA.
Quisera ter mais capacidade para homenagear
aos amigos e amigas, "fazedores de versos"
como eu, num dia que pra nós significa muito
Nem sei quem instituiu o "Dia do Poeta",
mas creio que é merecido termos um dia para estarmos em sintonia.
Escolhi um Poema que escrevi há alguns
anos, inédito ainda, para entregar a todos
vocês.
Parabéns pelo nosso dia.

DE POETA E DE LOUCO
                       Nenito Sarturi

Há quem diga que, pra ser poeta,
É bom que se padeça de algum mal:
Eu sempre quis ser poeta ... E não sabia
Que a dor era tão forte e tão real!

Ao largo dos caminhos me questiono
Se os ditos e os mitos que criaram
Não são meros sofismas dos “estéreis”
Que, ao longo desta vida, não semearam.

Quem sonha tem, em si, alma de vate
(Embora não externe o sentimento)
O poeta é um “maluco” que combate
A dor com o que vem do pensamento.

Eu sei que, sendo poeta, não devia
Expor minh’alma inteira, em sua nudez
Mas faço isso todo o santo dia
Mesmo sabendo que é insensatez ...

É que a pena, que constrói a imagem,
Nem percebe as sombras da censura:
Rompe as amarras e leva a linguagem
Pelas veredas doces da “loucura”.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

SOBRE OS HOMENS


RECEBI DO AMIGO GUERINO PISONI NETO, DE CAXIAS DO SUL, E COMPARTILHO COM VOCÊS! 

JÓIA DE SABEDORIA:
 HOMENS, SEGUNDO FERNANDA MONTENEGRO.   VERDADEIRAMENTE, UMA MULHER GENIAL !
    ...ATRIZ, UMA SENHORA ATRIZ !
                                                      FALANDO DOSHOMENS 
.... Minha Amiga, se Você acha que Homem dá muito trabalho, case-se com uma Mulher e aí Você vai ver o que é Mau Humor !
O modo de vida, os novos costumes e o desrespeito à natureza tem afetado a sobrevivência de vários seres e entre os mais ameaçados está o macho da espécie humana. 
Tive apenas 1 exemplar em casa, que mantive com muito zelo e dedicação num casamento que durou 56 anos de muito amor e companheirismo, (1952-2008) mas, na verdade acredito que era ele quem também me mantinha firme no relacionamento. Portanto,  por uma questão de auto-sobrevivência, lanço a campanha'Salvem os Homens!' 
Tomem aqui os meus poucos conhecimentos em fisiologia da masculinidade a fim de que preservemos os raros e preciosos exemplares que ainda restam: 
1.. Habitat 
Homem não pode ser mantido em cativeiro
Se for engaiolado, fugirá ou morrerá por dentro. 
Não há corrente que os prenda e os que se submetem à jaula perdem o seu DNA. 
Você jamais terá a posse ou a propriedade de um homem, o que vai prendê-lo a você é uma linha frágil que precisa ser reforçada diariamente, com dedicação, atenção, carinho e amor.
2.. Alimentação correta
Ninguém vive de vento. Homem vive de carinho, comida e bebida.Dê-lhe em abundância. É coisa de homem, sim, e se ele não receber de você vai pegar de outraBeijos matinais e um 'eu te amo’ no café da manhã os mantém viçosos, felizes e realizados durante todo o dia. Um abraço diário é como a água para as samambaias. Não o deixe desidratar. Pelo menos uma vez por mês é necessário, senão obrigatório, servir um prato especial. Portanto não se faça de dondoca preguiçosa e fresca. Homem não gosta disso. Ele precisa de companheira autêntica, forte e resolutiva.
 
3.. Carinho
Também faz parte de seu cardápio – homem mal tratado fica vulnerável a rapidamente interessar-se na rua por quem o trata melhor. 
Se você quer ter a fidelidade e dedicação de um companheiro completo, trate-o muito bem, caso contrário outra o fará e você só saberá quando não houver mais volta.
4.. Respeite a natureza 
Você não suporta trabalho em casa? Cerveja? Futebol? Pescaria? Amigos? Liberdade?  Carros? Case-se com uma Mulher. 
Homens são folgados. Desarrumam tudo. São durões. Não gostam de telefones. Odeiam discutir a relação. Odeiam shoppings. Enfim, se quiser viver com um homem, prepare-se para isso
5.. Não anule sua origem
O homem sempre foi o macho provedor da família, portanto é típico valorizar negócios, trabalho, dinheiro, finanças, investimentos, empreendimentos. Entenda tudo isso e apóie. 
6.. Cérebro masculino não é um mito 
Por insegurança, a maioria dos homens prefere não acreditar na existência do cérebro feminino. 
Por isso, procuram aquelas que fingem não possuí-lo (e algumas realmente não possuem! Também, 7 bilhões de neurônios a menos). 
Então, agüente mais essa: mulher sem cérebro não é mulher, mas um mero objeto de decoração. 
Se você se cansou de colecionaramigos gays e homossexuais delicados, tente se relacionar com um homem de verdade
Alguns vão lhe mostrar que têmmais massa cinzenta do que você
Não fuja desses, aprenda com eles e cresça. E não se preocupe, ao contrário do que ocorre com as mulheres, a inteligência não funciona como repelente para os homens. 
Não faça sombra sobre ele.... 
Se você quiser ser uma grande mulher tenha um grande homem ao seu lado, nunca atrás. 
Assim, quando ele brilhar, você vai pegar um bronzeado. Porém, se ele estiver atrás, você vai levar um pé-na-bunda. 
Aceite: homens também têm luz própria e não dependem de nós para brilhar. 
A mulher  sábia alimenta os potenciais do parceiro e os utiliza para motivar os próprios. Ela sabe que, preservando e cultivando o seu homem, ela estará salvando a si mesma. 
E Minha Amiga, se Você acha que Homem dá muito trabalho, case-se com uma Mulher e aí Você vai ver o que é Mau Humor! 
Só tem homem bom quem sabe fazê-lo ser bom! 
Eu fiz a minha parte, por isso meu casamento foi muito bom e consegui fazer o Fernando muito feliz até o último momento de um enfisema que o levou de mim. Eu fui uma grande mulher ao lado dele, sempre.

Com carinho,
Fernanda Montenegro

Biografia
Iniciou sua carreira no ano de 1950, na peça "Alegres Canções nas Montanhas", ao lado daquele que seria seu marido por toda a vida, Fernando Torres (ator).
Sua estreia em cinema se dá na produção de 1964para a Tragédia Carioca de Nelson Rodrigues, A Falecida, sob direção de Leon Hirszman.
Além de ter sido cinco vezes gravida com o Prêmio Molière, ter recebido três vezes o 
Prêmio Governador do Estado de São Paulo e de inúmeros outros prêmios em teatro e cinema, ganhou ainda o Urso de Prata de melhor atriz e concorreu ao Óscar de melhor atriz em 1999 e ao Globo de Ouro de Melhor atriz em filme dramático [1] pelo filme Central do Brasil deWalter Salles. Recebeu também vários prêmios da crítica americana, no mesmo ano (Los Angeles Film Critics Award, National Board of Review Award).
Em televisão participou de centenas de teleteatros na extin
ta TV Tupi, que na direção revezavam-seFernando Torres (ator)Sérgio Britto e Flávio Rangel. , telenovelas na extinta TV Excelsior e na TV Rio e naRede Record e dezenas de produções na Rede Globo.
Tem dois filhos: a atriz Fernanda Torres e o diretorCláudio Torres, um dos sócios da Conspiração Filmes, produtora de publicidade e cinema.

Torres é seu sobrenome de casada, apesar de ser viúva. Quando solteira possuía Silva ao invés de Torres.
 FERNANDO e FERNANDA  

A ARTE DE ENVELHECER

OUTRA MENSAGEM MARAVILHOSA QUE RECEBI POR E-MAIL DO AMIGO LERI SOARES E COMPARTILHO COM VOCÊ, AMIGO(A) LEITOR(A).

Eu nunca trocaria meus amigos surpreendentes, minha vida maravilhosa, minha amada família por menos cabelo branco ou uma barriga mais lisa. 
Enquanto fui envelhecendo, tornei-me mais amável para mim, e menos crítico de mim mesmo.  Eu me tornei meu próprio amigo ..
Eu não me censuro por comer biscoito extra, ou por não fazer a minha cama, ou pela compra de algo bobo que eu não precisava, como uma escultura de cimento, mas que parece tão “avant garde” no meu pátio.

Eu tenho direito de ser desarrumado, de ser extravagante.
Vi muitos amigos queridos deixarem este mundo cedo demais, antes de compreenderem a grande liberdade que vem com o envelhecimento.

Quem vai me censurar se resolvo ficar lendo ou jogar no computador até as quatro horas e dormir até meio-dia? 
Eu Dançarei ao som daqueles sucessos maravilhosos dos anos 60 & 70, e se eu, ao mesmo tempo,  sentir desejo de chorar por um amor perdido ...  Eu vou.
Vou andar na praia em um short excessivamente esticado sobre um corpo decadente, e mergulhar nas ondas com abandono, se eu quiser, apesar dos olhares penalizados dos outros no jet set.
Eles também vão envelhecer.
Eu sei que eu sou às vezes esquecido.  Mas há mais algumas coisas na vida que devem ser esquecidas. Eu me recordo das coisas importantes.

Claro, ao longo dos anos meu coração foi quebrado.  Como não quebrar seu coração quando você perde um ente querido, ou quando uma criança sofre, ou mesmo quando algum amado animal de estimação é atropelado por um carro? 
Mas corações partidos são os que nos dão força, compreensão e compaixão.  Um coração que nunca sofreu é imaculado e estéril e nunca conhecerá a alegria de ser imperfeito.

Eu sou tão abençoado por ter vivido o suficiente para ter meus cabelos grisalhos, e ter os risos da juventude  gravados para sempre em sulcos profundos em meu rosto.
Muitos nunca riram, muitos morreram antes de seus cabelos virarem prata.

Conforme você envelhece, é mais fácil ser positivo.  Você se preocupa menos com o que os outros pensam.  Eu não me questiono mais.
Eu ganhei o direito de estar errado.


Assim, para responder sua pergunta, eu gosto de ser velho. 
Eu gosto da pessoa que me tornei. 
Eu não vou viver para sempre, mas enquanto eu ainda estou aqui, eu não vou perder tempo lamentando o que poderia ter sido, ou me preocupar com o que será. 
E eu vou comer sobremesa todos os dias (se me apetecer).

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

DEFINIÇÃO DE FILHO (JOSÉ SARAMAGO)

RECEBI ESTE MAIL DO AMIGO LERI (JOÃO LERI DO ARAÚJO SOARES).
COMO NÃO POSTEI NADA ONTEM (DIA DA CRIANÇA), ACHEI POR BEM COMPARTILHAR COM VOCÊS, AMIGOS E AMIGAS.
ACHEI LINDÍSSIMO E VERDADEIRO.
Definição de filho por José Saramago:
        
"Filho é um ser que nos foi emprestado para um curso intensivo de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem.

Isto mesmo ! Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é se expor a todo tipo de dor, principalmente da incerteza de estar agindo corretamente e do medo de perder algo tão amado.
Perder? Como?  Não é nosso, recordam-se? Foi apenas um empréstimo".

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

CHALOY JARA

O Amigo RUY GESSINGER postou em seu Blog e eu reproduzo aqui mail recebido do músico MÁRIO MEIRA, noticiando o passamento do grande Músico e Amigo CHALOY JARA. Uma perda sem precedentes para a música missioneira e latino-americana. Eis a íntegra da triste notícia:

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

FALECEU CHALOY JARA


Recebi este mail emocionado do meu parceiro e amigo, o músico Mário Meira:
 
Companheiros, companheiras de arte e de amizade missioneira !!!
 
Com muita tristeza venho comunicar a todos a morte de nosso amigo e musico CHALÓY JARA, nesta madrugada de 10 de outubro.
 
Estou saindo para Posadas neste momento, participar das ultimas homenagens e  sepultamento desse que tanto fez pela musica da sul américa.
 
Esteve 20 anos no Rio Grande do Sul em parceria com Cenair Maicá.
 
Ultimamente voltava ao Rio Grande, pois estavamos nós em parceria musical, tendo como vocal  Eu e sua esposa Eugenia Jara.
 
Atenciosamente
 
Mário Meira
 
Nota:
Diante da impossibilidade de comparecer pessoalmente, estou solicitando que o amigo Mário Meira entregue as condolências à Dona Eugenia e demais familiares e amigos.
Segue em paz, hermano Chaloy. Certamente já estás alegrando outra dimensão com teu Bandoneón mágico.

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

O CAMPO E SUAS FLORES

Agradeço de coração a gentileza do grande amigo RUY GESSINGER em me dedicar a postagem anterior, a qual trancrevi na íntegra.
Aproveitando o "mote", escrevi o Poema abaixo, o qual é uma tentativa de retribuir tanto carinho e amizade.
Espero que os amigos (as) gostem, em especial o Amigo Ruy.

O CAMPO E SUAS FLORES
                   Nenito Sarturi
Dedicado ao Amigo Ruy Armando Gessinger

Quando o campo refloresce
Nos umbrais da primavera
O pátio, o potreiro, as casas,
Tudo, enfim, se regenera.

As tardes têm mais matizes
E vai-se embora o estio...
Quando o campo refloresce
A natureza entra em cio.

A flora toda se veste
De arco-íris, enfeitada,
E a fauna rejuvenesce
Pra vida ser festejada.

“ As flores que ornam os campos
 - Descortinando a beleza -
Não precisam de retoques:
São lindas por natureza! ”

Ipês esbanjam suas cores,
Esbaldam-se bem-me-queres
E os araçás e pitangas
Cumprem à risca os misteres.

Nós, outros, que temos mágoas
E remoemos tantas dores,
Ao ver as flores do campo
Esquecemos dos rancores.

Assim seguimos, andando,
Tocando a vida por diante,
Aprendendo com as flores
A entender os semelhantes!


De Santiago para Unistalda, em 30 de setembro de 2011.

POSTAGEM do AMIGO RUY GESSINGER

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

O CAMPO NATIVO E SUAS FLORES

Dedico esta postagem a um poeta e amigo na verdadeira acepção da palavra; homem sensível, atento, flagrado das coisas, NENITO SARTURI.
As flores mandam dizer que não se arrumaram em finos bouquets para aparecerem nas fotos porque são lindas sem retoques.














terça-feira, 27 de setembro de 2011

A VERDADE SOBRE A CARREIRA DO DELEGADO DE POLÍCIA

Posto aqui interessante artigo do delegado de Polícia ALFREDO INEU sobre a dura realidade dos Delegados de Polícia do Rio Grande do Sul.

DELEGADO DE POLÍCIA DO RIO GRANDE DO SUL:

- guardião dos direitos constitucionais, responsável pela elucidação dos crimes cometidos, primeiro a ter contato com a cena do crime, responsável pela decisão de lavrar ou não uma prisão em flagrante, presidente do Inquérito Policial;
- responsável administrativo da delegacia de polícia, exerce o comando das atividades policias e de seus agentes, 24 horas acolhendo as demandas da sociedade;
- coordenador das operações de combate à criminalidade desenvolvidas pela Polícia Civil;
- dirige as investigações criminais, arbitra fianças, determina acareações, reconhecimentos e reconstituições;
- preside autos de prisão em flagrante e recolhe presos aos estabelecimentos prisionais, põe em risco sua vida em defesa do cidadão, responsável por manter a sensação de segurança do povo gaúcho, sempre pronto para defender a vida e o patrimônio das pessoas.

Tem reconhecido em lei estadual a equiparação com os Procuradores do Estado(advogado do Estado), porém recebe menos da metade deste e quase um terço do que um promotor e um Juiz de direito recebem, sendo que exerce funções tão importantes quando aqueles.

Um Delegado de Polícia do Rio Grande do Sul recebe menos que um servidor de cargo de nivel subordinado de outras instituições.

Um profissional e servidor público com tantas responsabilidades e essencial à segurança dos cidadãos deve ter reconhecimento, pois não aguenta mais trabalhar por amor a camiseta.

Você acredita que o Delegado de Polícia no Rio Grande do Sul não ganha hora extra, mesmo estando 24 horas de sobre aviso e muitas vezes trabalhar domingos e feriados em constantes plantões??

Você acredita que o Delegado de Polícia no Rio Grande do Sul não ganha nenhum adicional por risco de vida? Você acredita nisso?

O trabalho escravo já foi abolido a muito tempo, mas ainda continuamos trabalhando de graça, quando não recebemos a mais pelas horas excedentes que trabalhamos!

Quem paga o salário dos servidores é você cidadão, e alertamos que os Delegados de Polícia não estão sendo remunerados de acordo com suas responsabilidades, e quem sai perdendo é o cidadão contribuinte.

Contamos com o apoio de toda a sociedade, pois vamos lutar juntamente com o povo gaúcho para a correção desta grande injustiça!!

CAMPANHA DE INFORMAÇÃO SOBRE O PRECARIO SALÁRIO PAGO AOS DELEGADOS DE POLÍCIA DO RIO GRANDE DO SUL!

CARTA DOS DELEGADOS

Eis a íntegra da Carta dos Delegados de Polícia extraída da Reunião Plenária ocorrida sábado passado em Porto Alegre:

Associação dos Delegados de Polícia do Estado do Rio Grande do Sul – ASDEP-RS

CARTA À SOCIEDADE GAÚCHA

Os delegados de polícia do Estado do Rio Grande do Sul, reunidos na sede social da ASDEP-RS, vem a público para esclarecer o que se segue:
1. A Assembléia Nacional Constituinte de 1988 reconheceu a importância da carreira de delegado de polícia e determinou a implantação da isonomia desta com as demais carreiras jurídicas. No RS, esse reconhecimento concretizou-se pela Lei 9.696/92 que, na Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 761, foi julgada constitucional pelo STF, em relação aos delegados de polícia. A partir de 1995, a carreira passou a ser remunerada com o mesmo vencimento dos procuradores do Estado, defensores públicos, juízes de direito e promotores de justiça.
2. Entretanto, nos últimos 15 anos houve brutal achatamento na remuneração dos delegados de polícia em relação às demais carreiras citadas, provocando uma defasagem que hoje ultrapassa os 100%. Em 1995 os delegados do RS ocupavam o topo em relação aos seus colegas dos demais Estados da Federação; hoje estão entre os de pior remuneração, mesmo perante Estados de muito menor representatividade.
3. Os delegados de polícia não toleram mais a continuidade dessa situação, na medida em que a sua participação no sistema processual penal vigente no país é indispensável. O delegado de polícia é a autoridade responsável pela delegacia de polícia, 24 horas acolhendo as demandas da sociedade; é o coordenador das operações de combate à criminalidade desenvolvidas pela Polícia Civil; é um dos guardiães da cidadania; preside o inquérito policial, base para o processo penal; dirige as investigações criminais, arbitra fianças, determina acareações, reconhecimentos e reconstituições; preside autos de prisão em flagrante e recolhe presos aos estabelecimentos prisionais, entre outras atividades que exigem conhecimentos jurídicos e responsabilidade funcional, exercendo, desta maneira, função essencial à justiça.
4. É preciso sair da retórica de que segurança pública é prioridade e valorizar os servidores da área, especialmente os delegados de polícia, única autoridade citada expressamente na Constituição Federal que não tem a correspondente compensação remuneratória. Há recursos para juízes, promotores, defensores públicos e procuradores, mas não para os delegados, que são remunerados abaixo até dos assessores daquelas carreiras.
5. Reconhecem que a situação não foi provocada pelo atual governo, porém afirmam que o Estado tem um débito para com os delegados de polícia, que precisa ser reparado com urgência. No RS se dá algo inédito: garante-se equiparação de remuneração com os delegados a categorias que o STF diz não caber direito; e nega-se aos delegados de polícia um realinhamento com os procuradores do Estado, que o STF considerou legal.
6. Os delegados de polícia não irão suportar passivamente a continuidade desse tratamento discriminatório e alertam para a insustentabilidade da conjuntura atual e para a inconformidade da categoria, que se mostra disposta a procurar, por todos os meios lícitos, seja no âmbito judicial, administrativo ou político, ver atendido o que lhes é de direito.
7. Em virtude do exposto, os delegados de polícia reivindicam a correção dessa injusta e inexplicável situação, com o imediato envio pelo Governo do Estado de projeto de Lei à Assembléia Legislativa com o realinhamento de sua carreira com a dos procuradores do Estado.

Porto Alegre, 24 de setembro de 2011.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

BELÍSSIMA MENSAGEM

Começar uma segunda-feira com uma Mensagem da lavra do Jabor, encaminhada pela minha "prenda", realmente é bom demais e deveras encorajador. Não mereço tanto, Minha Linda, mas mesmo assim agradeço de coração. Também te amo.
Vejam só que texto primoroso:

"Baladas recheadas de garotas lindas, com roupas cada vez mais micros e transparentes, danças e poses em closes ginecológicos, que chegam sozinhas. E saem sozinhas. Empresários, advogados, engenheiros que estudaram, trabalharam, alcançaram sucesso profissional e, sozinhos.
Tem mulher contratando homem para dançar com elas em bailes, os novíssimos "personal dance", incrível. E não é só sexo não, se fosse, era resolvido fácil, alguém duvida?
Estamos é com carência de passear de mãos dadas, dar e receber carinho, sem necessariamente ter que depois mostrar performances dignas de um atleta olímpico, fazer um jantar pra quem você gosta e depois saber que vão "apenas" dormir abraçados, sabe, essas coisas simples que perdemos nessa marcha de uma evolução cega. (...)
Vivemos cada vez mais tempo, retardamos o envelhecimento e estamos a cada dia mais belos e mais sozinhos.
Sei que estou parecendo o solteirão infeliz, mas pelo contrário, pra chegar a escrever essas bobagens (mais que verdadeiras) é preciso encarar os fantasmas de frente e aceitar essa verdade de cara limpa.
Todo mundo quer ter alguém ao seu lado, mas hoje em dia é feio, démodé, brega.
Alô gente! Felicidade, amor, todas essas emoções nos fazem parecer ridículos, abobalhados, e daí? Seja ridículo, não seja frustrado, "pague mico", saia gritando e falando bobagens, você vai descobrir mais cedo ou mais tarde que o tempo pra ser feliz é curto, e cada instante que vai embora não volta.
Mais (estou muito brega!), aquela pessoa que passou hoje por você na rua, talvez nunca mais volte a vê-la, quem sabe ali estivesse a oportunidade de um sorriso a dois.
Quem disse que ser adulto é ser ranzinza?
Um ditado tibetano diz que se um problema é grande demais, não pense nele e se ele é pequeno demais, pra quê pensar nele. Dá pra ser um homem de negócios e tomar iogurte com o dedo ou uma advogada de sucesso que adora rir de si mesma por ser estabanada; o que realmente não dá é continuarmos achando que viver é out, que o vento não pode desmanchar o nosso cabelo ou que eu não posso me aventurar a dizer pra alguém: "vamos ter bons e maus momentos e uma hora ou outra, um dos dois ou quem sabe os dois, vão querer pular fora, mas se eu não pedir que fique comigo, tenho certeza de que vou me arrepender pelo resto da vida".Antes idiota que infeliz!
Arnaldo Jabor



"Eu simplesmente Amo Você... gostaria de ficar contigo pra sempre e não tenho a mínima vergonha de falar, porque é exatamente o que sinto. Esse HOMEM é um gênio.

Beijo


Lisandra"

EM DEFESA DOS DELEGADOS DE POLÍCIA

Creio que a maioria dos leitores sabe que CLÁUDIO BRITO, além de excelente Jornalista ligado ao Grupo RBS, é Promotor de Justiça aposentado.

Este texto primoroso, elaborado e publicado em Zero Hora, é uma verdadeira e cristalina demonstração de apoio justo à causa dos Delegados de Polícia. E, vindo de alguém que não pertence aos quadros da Polícia Civil, é digno de nota.
Por isso, compartilho com os amigos e amigas.

Carreiras jurídicas

por Cláudio Brito* –  Zero Hora
Se uma nova Constituição for escrita, por reforma parcial ou inteira, corrija-se a desigualdade entre as carreiras jurídicas. Prerrogativas e garantias devem ser idênticas para promotores, juízes, defensores públicos, procuradores, delegados de polícia e outros profissionais de atividades típicas de Estado, como auditores e fiscais fazendários.
Visita recente à Academia de Polícia Civil e convívio com quase 200 novos delegados inspiram a reflexão. Conheci moços e moças capazes, bem formados como bacharéis e como policiais, ávidos por começar a trabalhar, mas ainda distanciados do necessário reconhecimento. O texto constitucional já lhes assegura a remuneração por subsídios, como se faz com magistrados e membros do Ministério Público, faltando que a lei seja cumprida.
Para não ficarmos apenas no tema remuneratório: há peculiaridades em cada caso, mas algumas garantias precisam deixar de ser exclusividade de poucos e alcançar todas essas carreiras. É o que proponho em relação à inamovibilidade. Trata-se da prerrogativa que assegura ao funcionário público o direito de não ser deslocado de um cargo para outro, mantendo-o no exercício daquele para o qual foi nomeado e tomou posse. Juízes e promotores ficam em uma comarca durante o período que quiserem, só perdendo o direito a tanto por motivo de interesse público, assegurada ampla defesa em eventual procedimento visando a remoção. Os delegados de polícia devem ter a mesma garantia. São inamovíveis os juízes e promotores para se impedir que fiquem expostos a pressões, ameaças e providências sorrateiras de chefes políticos que pudessem determinar-lhes transferências indesejadas como resposta aos resultados de seus atos em processos judiciais, por exemplo. São prerrogativas da sociedade, portanto. É do interesse de todos nós que estejam protegidos aqueles profissionais que têm a grave missão de promover e realizar justiça.
A garantia da inamovibilidade dá certeza ao juiz de que pode decidir em desfavor de quem quer que seja, sem temores. A mesma segurança, gostaria que tivessem os delegados. Quem preside investigações e faz o primeiro julgamento dos fatos precisa saber que indiciar alguém não significará ser mandado embora, em poucos dias, para uma cidade distante.
O Estado é um só, quando investiga, acusa, defende e julga. Polícia, Ministério Público, Defensoria e Judiciário são faces de um mesmo ente, que deve cercar de princípios institucionais, prerrogativas e garantias todos seus órgãos, respeitadas questões específicas, mas contempladas, sem distinção, todas as igualdades.
*Jornalista
Texto extraído do portal da Procuradoria-Geral do Estado do RS (PGE-RS).

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

CHAMAMENTO AOS DELEGADOS DE POLÍCIA

Aproveito o Blog para repercutir o Convite para a Reunião Plenária dos Delegados de Polícia do Rio Grande do Sul, que acontecerá em porto Alegre no dia de amanhã, a partir das 10 horas da manhã.
Colegas Delegados, todos a PORTO ALEGRE!

REUNIÃO PLENÁRIA DOS DELEGADOS DE POLÍCIA DO RS
Porto Alegre, 16 de setembro de 2011.
Nos termos do que ficou decidido na reunião de diretoria, ampliada pela presença dos membros dos Conselhos Deliberativo, Fiscal e de Ética, além dos diretores de Departamentos e de representantes da Asdep no Interior do Estado, a diretoria da Asdep está convidando a TODOS os delegados de polícia do RS – sócios ou não sócios, aposentados e da ativa – para a Reunião Plenária dos delegados de polícia do RS marcada para o sábado dia 24 de setembro, às 10 horas, na nossa sede social. A previsão de término é por volta das 16 horas, possibilitando o retorno dos colegas do Interior no mesmo dia. Será servido um almoço, a fim de que não haja interrupção dos trabalhos.
Consideramos de fundamental importância a participação de todos, dando uma demonstração inequívoca de união, de mobilização e de determinação em relação à nossa recomposição salarial, tendo em vista que o governo já comunicou, na noite de terça-feira última, que não terá condições de atender nossa reivindicação básica – o realinhamento da nossa categoria com a carreira de procurador do Estado. Sem sinalizar com qualquer índice, o governo solicita que apresentemos um pedido alternativo.
Nessa Plenária pretendemos esgotar o assunto, definindo 1) se vamos insistir no nosso pedido básico e, nesse caso, quais as medidas que iremos tomar para tentar viabilizá-lo; 2) quais as alternativas aceitáveis pelos delegados; 3) quais as estratégias no caso de não aceitação de eventual proposição alternativa; 4) conveniência, ou não, de convocação de assembléia geral da classe e, neste caso, definição de data, horário, local e pauta.
Esclarecemos que não pretendemos abrir mão da nossa reivindicação básica – o realinhamento completo da nossa com a carreira de procurador do Estado – e que eventual correção salarial inferior a isso poderá ser aceita pela categoria como reposição parcial do que pretendemos.
Face a algumas contestações quanto à data escolhida – um sábado – esclarecemos o porquê da escolha: a) não haverá prejuízo ao trabalho, o que evita críticas; b) não há expediente nas delegacias e, portanto, nem as chefias imediatas podem complicar a vinda do colega, nem o trabalho diário do delegado o impedirá de vir; c) o prejuízo ao descanso semanal e a convivência com os familiares é compensada pelo motivo da nossa reunião: justamente a questão salarial, primordial para os dois temas. Afinal, precisamos nos conscientizar de que nada obteremos sem algum sacrifício.
Pretendemos organizar a reunião da seguinte forma: 1) Apresentação de proposições, com inscrição dos interessados, que farão uso da palavra por cinco minutos (ampliável, a critério dos presentes). Para isso, pedimos que tragam suas proposições prontas. 2) Deliberação pelos presentes.
Para finalizar, solicitamos que repercutam este convite e ajudem na mobilização dos colegas, facilitando e organizando a vinda em grupos, enfim, auxiliando para o sucesso do evento.
VAMOS NOS MOBILIZAR!!!

Wilson Müller Rodrigues

PARA REFLETIR

O que o Juremir Machado da Silva escreveu e transcrevo abaixo não se aplica somente aos Policiais Militares. Aplica-se, como ele mesmo diz, aos Policiais Civis, aos Professores e a TODOS os oprimidos por salários indignos. Cada vez admiro mais este pensador chamado JUREMIR MACHADO DA SILVA.

Psicologia de brigadiano, de Juremir Machado da Silva

Os brigadianos andam queimando pneus em busca de salário melhor. Meu pai era brigadiano. Eu sempre quis entender a psicologia dos policiais, militares ou não, brasileiros.
É uma profissão estranha. Ganha-se muito pouco para correr risco de vida em defesa da sociedade.
Policial só tem deveres:
Não pode fazer greve. Não pode fazer manifestações fardado. Por qualquer coisa, cadeia. Deve morrer por nós tendo como recompensa um salário miserável.
Mesmo ganhando muito pouco, deve ser ético, responsável, bem-educado, sereno, boa gente e heroico.
Nossa sociedade é hipócrita. Quer bons policiais, mas não quer gastar muito com eles. Policial é pago com impostos. A sociedade quer excelentes policiais e poucos impostos.
Se eu fosse brigadiano, pegaria cana todo mês. Faria greve e exigiria ganhar muito mais.

Brigadianos só pagam o pato. Arriscam-se por nós e são vítimas de preconceito. Tem gente que sente medo de policial. Vê o policial como inimigo, o repressor. É assim com qualquer agente da lei.
O sujeito que dirige falando ao telefone fica indignado quando recebe multa. Brigadiano, até pouco tempo, era chamado de "pé de porco". Policial civil era "rato". O machismo autorizava falar em "mulher de brigadiano", esposas que ficariam felizes em apanhar. Eu, se fosse brigadiano, queimaria muito pneu por aí.
Exige-se que o policial não seja corrupto. Mas ninguém o recompensa por essa probidade posta à prova diariamente.
Eu não me arriscaria a morrer por quem quer que seja por menos de R$ 1 mil mensais. Minha vida custa um pouco mais. Uau!
Vereadores, deputados, juízes, promotores públicos, médicos, todo mundo ganha mais do que policial e professor. Por quê? Mera questão de quantidade. A sociedade precisa de mais professores e policiais. Logo, logicamente, eles devem ganhar menos. Eis o paradoxo que ninguém enfrenta.

Sonhamos com uma tropa submissa e corajosa, que morra por nós sem pedir aumento. Um vereador não pega sol ou chuva na rua, salvo quando esquece o guarda-chuva ou vai à praia faltando a uma sessão no parlamento.
Policiais e professores funcionam como pilares sociais. Quem os valoriza por tudo o que fazem?
São obrigados a fazer cumprir leis esdrúxulas aprovadas por legisladores que ganham muito mais e ainda se corrompem.
Morrem no campo de batalha do cotidiano. Ninguém dá bola. Faz parte da profissão. Problema deles. Policial é como poste. Ninguém cumprimenta nem afaga.
Todo vereador, deputado e senador deveria ser obrigado a ser policial e professor por uma semana. Aí, eles veriam o que é bom para a tosse. Iam se urinar de medo. A maioria aceitaria um trocado para arredondar o final de mês. Uma parte daria no pé 1 hora depois.

Ser policial é padecer no inferno e ainda bater continência.
Queimar pneu é pouco diante da péssima remuneração.
Eu sempre me pergunto: por que alguém quer ser policial?
Mais duro do que isso, só professor. O sujeito faz uma licenciatura, paga caro e vai ganhar R$ 400 reais para educar filho malcriado dos outros. É mole? É pura dureza.


(ANO 116 Nº 348 - PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 13 DE SETEMBRO DE 2011)

SOBRE A SOLIDÃO

Recebi este texto por e-mail.
Eu já "ousei" falar em SOLIDÃO em alguns poemas que escrevi. Alguns até viraram música.
Mas, após ler e meditar diante deste texto do CHICO BUARQUE, creio que não mais me atreverei ao tema.
Vejam só o que ele escreveu.

                Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo... Isto é carência.
             Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar... Isto é saudade.
            Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe, às vezes, para realinhar os pensamentos... Isto é equilíbrio.
             Solidão não é o claustro involuntário que o destino nos impõe compulsoriamente para que revejamos a nossa vida... Isto é um princípio da natureza.
             Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado... Isto é circunstância.
             Solidão é muito mais do que isto.


             Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma....

 
             Francisco Buarque  de  Holanda 

PERSEGUINDO SONHOS

Recebi a Mensagem abaixo, encaminhada por e-mail pela Amiga Lucimar Bernardi. Transcrevo-a, em razão da beleza e profundidade:

É muito freqüente encontrarmos pessoas que afirmam ter desistido de seus sonhos frente às dificuldades de concretizá-los.
Para alguns, a dificuldade financeira não permitiu dar continuidade aos estudos, obrigados a trabalhar desde cedo.
Para outros, as obrigações no lar, os filhos, compromissos familiares de grande monta consumiram o tempo necessário para dedicar-se a outras lides para onde apontavam os sonhos.
É natural que tenhamos que nos adaptar às circunstâncias e contingências que surjam. Temos o dever moral de enfrentar as obrigações e compromissos que a vida nos oferece.
Porém, não raro, muitos são os que desistem de seus sonhos, na ilusão que tudo é tranqüilo e fácil de obter, sem a disposição de sacrifício e luta.

Ninguém consegue formar-se em um curso superior, sem o esforço de estudar para o processo seletivo que este impõe.
E, uma vez na Universidade, fazem-se às centenas as avaliações, trabalhos, projetos, que forjam o intelecto e constroem as competências para as lides profissionais.
Para o musicista conseguir interpretar, de maneira impecável, determinada obra em seu instrumento musical, são incalculáveis as horas de esforço e estudo até o resultado final.
Vemos o orador de maneira brilhante expondo o seu raciocínio na tribuna, mas não aquilatamos os anos de estudo intenso a que ele se dedicou, para que pudesse sistematizar o conhecimento em breves minutos.
Admiramos as conquistas e descobertas do cientista, o apogeu de seu sucesso, colhendo as láureas de suas pesquisas, ignorando as horas intermináveis em laboratório, sobre livros e documentos científicos para embasar seus estudos.
Nenhuma conquista no mundo é conseguida sem sacrifício e sem esforço.
Todos os sonhos hoje realizados estavam ontem apenas na mente do sonhador, que ousou colocá-los em prática, disposto ao esforço diário e perseverante.
Conquistas são construídas nas lides e no trabalho diário, no planejamento e na dedicação, na perseverança e na coragem.
Assim, jamais desistamos de nossos sonhos, tendo-os como meta a alcançar e realização a ser concretizada.
Porém, não nos iludamos. Eles demandam sacrifícios.
Teremos, sem dúvida, que abrir mão de muitas coisas em nome dos sonhos e das conquistas que almejamos.
Porém, serão nossos esforços que construirão a estrada que nos levará à concretização dos planos e sonhos que hoje vemos tão distantes.
* * *
Abriguemo-nos, nos melhores ideais, planejemos o futuro como nos fale o coração e tenhamos a coragem de vencer obstáculos, superar dificuldades e enfrentar barreiras para que eles, efetivamente, se concretizem.
Afinal, o desafio da vida é o do aprendizado. E o maior propósito de Deus, ao nos permitir a reencarnação, é o de que cresçamos, tornando-nos pessoas melhores.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

MEU CANTO

Hoje, ao revirar meus alfarrábios, encontrei a letra original, manuscrita, da Composição "MEU CANTO", a qual o grande Amigo e Parceiro CENAIR MAICÁ me deu a honra de musicar.

Cenair escolheu a Composição "MEU CANTO" para ser a Faixa-Título daquele que viria a ser o seu último registro Fonográfico em vida, o LP "Meu Canto".

O grande missioneiro, natural de Tucunduva, radicou-se por muitos anos em Santo Ângelo, tendo sido proprietário de um Restaurante em São Miguel das Missões, junto às Ruínas Missioneiras tombadas e que são hoje Patrimônio Cultural da Humanidade.

Posteriormente, mudou-se para Porto Alegre, tendo também, quando já acometido pela doença que o vitimou precocemente, residido em Soledade.

Cenair Maicá, ao lado de Noel Guarany, Jayme Caetano Braun e Pedro Ortaça, é um dos Quatro Troncos Missioneiros. Por essas e outras, orgulho-me de ter convivido com ele e poder chamá-lo de "PARCEIRO", onde quer que esteja.

Continuo, com muita alegria, mantendo um excelente relacionamento e convívio com toda a FAMÍLIA MAICÁ.

 

Um brinde a CENAIR MAICÁ, o "CANTOR DAS ÁGUAS".


Abaixo, posto a Letra da Canção "MEU CANTO".

 

M E U  C A N T O*

Letra: NENITO SARTURI           Melodia: Cenair Maicá

Em todo o canto onde meu canto chegar

Há de brotar esta semente que plantei

E, desse fruto, nascerá outra semente

- Pela América com o povo cantarei.

Onde há alegria este meu canto brindará,
Se houver tristeza meu canto acalentará,
Nos ranchos pobres, nas favelas e nos campos
Quem ouvir a minha voz levantará.

        Pois todo canto só tem encanto
Se traz um manto cobrindo a dor:
Cura feridas, acorda a vida
Na luta renhida em busca do amor.

Pela justiça este meu canto aclamará,
Pelo humilde e o suor do seu trabalho...
E na consciência do patrão há de chegar
E a sociedade humanizar o operário.

Mas se algum dia meu cantar for sufocado,
Por mão da morte ou por capricho do destino,
Há de ficar meu canto xucro perpetuado
No assobio de alguma boca de menino.


* Poema musicado e gravado por Cenair Maicá, tornando-se a faixa-título de seu último registro fonográfico.